Os 4 Mundos

O que esté em cima é como aquilo que está embaixo. E o que está embaixo é como aquilo que esta em cima

— Hermes Trismegisto

O entendimento do Eu é de uma complexidade assustadora. Podemos ter uma infinidade de características, sentimentos e impulsos. Eles podem ainda ser pré-existentes ou adquiridos. Tamanha quantidade de informação só atrapalha no estudo do Auto Conhecimento, pois assim, seria impossível compreender as relações entre todos os elementos.

Para facilitar, podemos simplificar nossa existência através de 4 diferentes Corpos, cercados por um mundo Interno e Externo.

mundos

Nosso paradigma material nos enclausura dentro das camadas mais externas do ser. Aquilo que vemos como sendo externo a nós possui pouca ligação com o nosso interno. Toque, desejo, pensamento e personalidades também são vistos apenas como criações de um mundo físico. Só existe matéria e pensamento. Corpo e cérebro.

Esta compreensão é verdadeira, mas não é tão útil para nós, estudantes do Auto Desenvolvimento. Precisamos ir além, ou então questões como a busca pela felicidade se ateriam ao estudo de dois neurotransmissores: serotonina e endorfina. Ponto.

Compreender este esquema de Realidade é importante, pois ele aplica responsabilidades e funções diferentes para cada área nossa. Fica fácil entender que seus problemas emocionais partem para fatores que vão além das próprias emoções. Suas crenças influenciam a sua estrutura emocional, enquanto que o mundo externo fornece uma Realidade que estimule esta estrutura.

Teremos aqui uma breve introdução ao assunto. A compreensao de cada Mundo é um assunto extenso, cada qual com seu próprio guia de estudo. O importante agora é tentar catalogar, sozinho, as suas características e refletir sobre o assunto em torno de cada Elemento.

A Verdade interior

Dentro de nós está a Verdade. Em nossa essência, temos todas as coisas e somos Um com o Universo. Partimos todos de uma mesma fonte, mas não podemos percebê-la. Diferente dos nossos sentidos, que foram criados para perceber uma singularidade existencial, a Verdade é imperceptível, pois sentir todas as coisas significa não sentir nada.

É da ruptura da Verdade e da criação de uma Realidade que nosso Ego cria forma. Somos apenas um ponto que filtra as infinitas características em uma existencia individualizada de um todo.

Podemos representar este Mundo através do vazio.

O Mundo Espiritual

A Alma é como a nossa essência já individualizada, formalmente caracterizada como um Ego.

O Corpo Espiritual contém nossas características e crenças, sendo elas as principais causadoras de todos os efeitos em nossa Realidade. É deste Corpo que partem aquilo que te move e que inspira as suas ações. É a sua afinidade com um determinado assunto que irá impulsionar seus pensamentos e emoções. A mente por si só é curiosa de uma forma neutra – o espírito que fará com que você prefira um assunto sobre o outro.

Por representar a essência e a determinação pessoal, este Mundo é relacionado ao elemento Fogo. Uma pessoa com este elemento pouco desenvolvido pode apresentar pouca convicção, e portanto tambem irá ter dificuldades em agir. É como aquela chama fraca que custa a acender, e quando finalmente brilha, acaba se extinguindo.

Uma pessoa com forte característica de fogo costuma se apresentar determinada, mas não teimosa. O fogo não se mantem onde não há o que queimar. Ele se espalha e segue de acordo com as possibilidades. Em termos exagerados, o fogo acaba se espalhando e sai de nosso controle, assim como uma pessoa que não consegue controlar sua impulsividade. Ela nunca termina o que começa, pois sempre se encontra envolvida com algo novo.

Cada Corpo que possuímos também está fortemente relacionado a um Elemento. É importante praticar a reflexão desta questão, pois podemos tirar importantes respostas através destas metáforas.

O Mundo Mental

Nossa mente é responsável por processar e armazenar as informações que obtemos na vida. É como um computador com grande potência, mas com dependência de um usuário (O Corpo Espiritual) para tomar algumas decisões. Você pode ter centenas de arquivos gravados, mas é o usuário quem decide em qual pasta a informação ficará – se em uma de fácil acesso ou não.

Podemos dizer que existem duas linguas da existência. Uma delas lida com elementos incompreensíveis e retrata o que existe na Verdade, sendo falada por nosso Espírito. Já a outra é mais inteligível, retratando a Realidade e sendo diretamente interpretada por nossa Mente.

Se existir algum problema que necessite de planejamento ou estratégia, é o Corpo Mental quem deve ser trabalhado. Aqueles que não conseguem calcular bem as consequências de seus atos possuem pouco do Elemento Ar. Geralmente são pessoas atrapalhadas, que sempre entram em situações óbviamente problemáticas.

O Ar é sutil e leve. Assim como os pensamentos, ele passa por nós de forma constante e as vezes incontrolável. Algumas vezes podemos parar ou criar um fluxo, mas na maioria das vezes o Ar apenas flui além do nosso controle.

Quando um vento se torna muito forte, ele foje de nosso controle e pode ser prejudicial. Ter este Elemento muito elevado pode tornar a pessoa racional e fria, fazendo com que ela viva como se estivesse simplesmente passando correndo por ela.

O Corpo Mental representa também nossa capacidade de aprendizado, adaptação e mudança. Este Corpo sozinho representa a penas a Inteligência, mas quando ligado ao Corpo Espiritual, se torna Sabedoria. Toda a compreensão que temos, inclusive sobre todo este estudo, é pertencente à nossa Mente.

O Mundo Emocional

Emoções e desejos são inconstantes e mutáveis. O controle dos sentimentos é uma tarefa difícil por um simples motivo: não podemos controlá-los diretamente pelo Mundo Emocional.

Este nível é apenas como um painel status de nosso sistema. Ele reflete as informações geradas por outros Corpos e os exibe em forma de emoções. Se você vivencia algo de acordo com seu Espírito, seu painel irá exibir felicidade. Se sua razão calcular que algo é perigoso, seu painel irá exibir medo.

Assim como a Água, nossas emoções são naturalmente neutras. A água não possui gosto, cheiro, forma ou vontade. Embora um rio flua como se fosse por vontade própria, na verdade as águas seguem apenas um leito formado pelo solo. A sua temperatura irá variar de acordo com o seu ambiente, assim como o seu gosto e cheiro. Embora pareça caótica, ela apenas reflete e obedece as condições ao seu redor.

Embora seus sonhos estejam ligados à essência do seu ser, existe uma sutil diferença que faz com que eles pertençam ao Elemento Água. O Fogo representa a vontade de agir, mas os sonhos são justamente uma visualização platônica de um desejo. Sonhos alcançados deixam de ser sonhos.

Pessoas sem características de Água costumam ser mais secas. Elas se tornam não sonhadoras, apáticas e frias. Já uma água torrencial faz com que a pessoa apenas siga o leito criado pela Terra, se tornando uma vítima de suas emoções.

O Mundo Físico

Espírito, Mente e Emoções possuem pouca ligação com o mundo material. Você não vê números na natureza. Seu cérebro faz a contagem e transforma a informação. Você não vê o amor. Suas emoções que interpretam uma demonstração de carinho.

Todas as coisas que são tangenciáveis através do mundo material podem ser consideradas do Mundo Físico. Para nós, o Corpo Físico abrange não apenas nossas características físicas, mas também tudo o que está ligado a nossa vida terrena. Abrigo, sobrevivência, dinheiro, poder, segurança.

Se o Corpo Espiritual faz a barreira com a Verdade interior, é o Corpo Físico quem faz barreira com a Realidade exterior. É ele o principal responsável por absorver os estímulos externos através dos sentidos, além de ter capacidade de alterar o mundo material.

O Elemento Terra é o único realmente sólido, e assim, representa a segurança, conforto, apego, rigidez e teimosia.

Ter pouca solidez significa ter menos preocupações com o mundo material, mas de uma forma negativa. Significa não ter conforto e sofrer por falta de bens, beleza e conforto. Aqueles que forçam a sua solidez além do necessário acabam se prendendo a uma zona de conforto, se tornando teimosas e temendo as mudanças em suas vidas. Possuir equilíbrio no Elemento Terra significa ter os pés no chão, ser desapegado, disciplinado e prático.

O Mundo Externo, ou a Realidade exterior

Tudo o que não faz parte do nosso ser é considerado como sendo externo.

Até agora, vimos uma sequência de mundos intercalados. Podemos dizer que a causa primária se encontra na Verdade e vai produzindo uma cadeia causal até o nosso mundo Externo. Porém, da mesma forma, recebemos influência da Realidade, que gera uma nova cadeia causal do Físico até o Espiritual. A Verdade nunca se altera, porém a nossa Realidade sim, de acordo com este ciclo de interações entre Mundos.

Ainda que pareça uma sequência linear, o correto seria imaginar tudo como uma cadenciação ciclica, graças a relação direta entre Verdade e Realidade.

mundos-ciclicos

Inicialmente nosso Ego é criado através de uma individualização de características da Verdade. Nosso Espírito, que contém a essência básica do Ego, cria os outros Corpos e como eles irão trabalhar. Sua mente irá preferir certos assuntos e funcionar de uma maneira única, graças a esta individualidade. Não fosse isso, todos os cérebros seriam iguais, já que a sua estrutura é a mesma e a quantidade de massa não interfere na inteligência pessoal.

Por sua vez, a Mente e Espírito formam o Corpo Emocional e toda a sua estruturação. Felicidade, tristeza, desejos e medos dependerão das suas crenças e conhecimentos prévios. Tendo seus elementos internos definidos, um Corpo Físico e uma Realidade são criadas para refletir os seus atributos. Suas glandulas hormonais, cérebro e outros elementos físicos irão sempre refletir o seu interior.

O mundo que vivemos possui aqui um papel muito importante. Ele é criado de acordo com o que necessitamos para nos desenvolvermos. Em nossa vida, sempre teremos problemas e desafios relacionados com nossas falhas de caracter e medos. Todos os estímulos que recebemos da Realidade acabam voltando por todos os Corpos, causando novas transformações. Este ciclo se mantém durante toda a existência terrena de uma pessoa e representa a grande lei causal que vivemos.

Caso queiramos uma Realidade melhor, devemos utilizar nossos recursos atuais para transformar nossos Corpos afim de obtermos novos Resultados.