Desenvolvimento

Desenvolver-se significa alterar seu estado atual por um considerado relativamente melhor. O conceito do termo “melhor” é polêmico e tão complexo quanto a definição entre bem e mal. Devemos tomar cada caso como sendo único e analisar, para nós e para aqueles ao nosso redor, o que determina o ser melhor. Para um artista, por exemplo, seria mais interessante ser rebelde do que disciplinado. Tudo depende das suas metas e vocações.

Na maioria das vezes, a vida torna clara quais características você deve desenvolver. Nossos problemas e erros giram em torno de nossas deficiências. Uma pessoa que não goste de falar em público tomará como um problema todos os seminários que fizer. Já uma pessoa que ame discursar não verá problema algum. Toda situação que nos gera certo pânico também é uma oportunidade de crescimento e superação.

É impossível deixar de ter problemas, mas é possível diminuí-los drasticamente. O segredo é não fugir. Quanto mais rápido encaramos os desafios, menos eles se acumulam. Você pode ignorar uma dor inicial de uma cárie por ter medo de ir ao dentista, mas a causa irá permanecer. Logo, a dor só irá aumentar e a cárie irá se espalhar por outros dentes. Mesmo que a dor seja remediada e tratada, é necessário buscar a causa real da doença. Se você não cuidar da sua higiene bucal, o problema voltará a surgir.

Existem dois caminhos para a evolução. O primeiro lida com o sofrimento, pois o aprendizado acontece através do egoísmo. Nele só é possível aprender com os próprios erros, pois o Eu é ignorante de seu estado e de sua relação com os demais. Já no segundo caminho, podemos aprender através do altruísmo, observando e vivendo o sofrimento dos outros. Toda experiência de vida é aproveitada ao máximo, pois existe a consciência de que tudo o que existe no Mundo Externo é uma oportunidade de crescimento interno.

Equilíbrio e Vazio

Na maioria das vezes, tomamos certas características como sendo boas e suas opostas respectivas como más. Ser organizado e sistemático é bom. Ser desorganizado e caótico não, e por aí vai. Entretando, ao analisarmos profundamente a questão, iremos perceber que qualquer opção em quantidade exagerada será maléfica para nós. Aqueles que se tornaram sistemáticos em demasia acabam ficando insuportáveis, se irritando facilmente com qualquer sinal de desorganização. Já os muito caóticos costumam se atrasar, perder coisas, e não conseguem manter suas vidas dentro de limite algum.

Busque o equilíbrio. Mesmo o conhecimento em excesso pode ser prejudicial. Quando imaginamos estas características opostas, a colocamos nos extremos de uma linha reta. Seria mais correto imaginar que elas fazem parte de um ciclo. Ao extremo de um dos lados, damos de cara com o outro.

Quando pensamos nos Elementos que possuímos, podemos dizer o mesmo. Pouca Terra pode causar uma aparência desleixada, enquanto que muita Terra irá gerar vaidade beirando ao ridículo. Um Elemento fraco demais é tão ruim quanto um forte.

Além do equilíbrio encontra-se o conceito do Vazio. Buscar o Vazio significa anular uma parte do Ego. É criar o equilibrio de forma natural e indiferente, sem as hesitações provenientes de toda a mentalização gerada pela busca do Desenvolvimento. No Vazio, retomamos a perfeição de uma criança.

A partir deste ponto você já possui as bases para trilhar o seu caminho. Aprofunde os assuntos estudados, pois os próximos passos irão depender fortemente destes conhecimentos.

Caso haja dúvidas, sinta-se a vontade para entrar em contato. Obrigado pela leitura e até o próximo guia!