Os 7 Planetas

Assim como a luz branca cria as sete cores do arco-íris ao passar por um prisma, a energia se manifesta através dos sete planetas-arquétipos, cada um representando uma característica individual.

É algo muito similar aos Chakras. Um chakra básico irá dizer a respeito da sua energia em relação à segurança, necessidades básicas, raiva e etc. Se ele estiver equilibrado e aberto, irá emanar as melhores qualidades dentro deste arquétipo, refletindo uma pessoa segura materialmente, desapegada e calma.

Já quando falamos de astrologia, estamos lidando com os planetas em relação aos signos posicionados em casas. Em outras palavras, é como se tivéssemos várias pessoas dentro de nós (planetas), cada uma correspondendo a uma pequena parcela da nossa essência, sendo que cada uma dessas pessoas interpreta um papel com uma determinada personalidade (signos) e atuam em determinados ambientes e ocasiões (casas).

Sol – Essência

sol

O Sol é o astro mais conhecido da Astrologia por caracterizar o nosso Ego.

O Sol é o elemento central da sua personalidade, ligando todos os pontos através das suas características. Também indica energia, alegria e destino.

Geralmente é a forma como somos vistos, nosso lado externo. Rege Leão (masculino).

Arquétipos: Cavaleiros, Leões, Hércules, Apolo, Jesus, Buda, Krishna, Oxalá, Mitra, Horus.

Lua – Emoções

lua

Representa nosso inconsciente e a forma como sentimos o mundo. Ao contrário do Sol, costuma ser nosso lado interno. Rege Câncer (feminino).

Arquétipos: Artêmis, Papisa, Sacerdotisas, Iemanjá.

Mercúrio – Comunicação

mercurio

Representa a comunicação e algumas questões mentais/racionais.

Mercúrio também utiliza o arquétipo de Hermes, fazendo a comunicação do eu superior (essência/mental) com o inferior (expressão e prática).

Rege Gêmeos (masculino) e Virgem (feminino)

Arquétipos: Hermes, Thoth, Loki, Magos.

Vênus – Amor e Desejo

venus

Indica aquilo que amamos e desejamos. Se a Lua representa COMO amamos, Vênus representa O QUE amamos.

Também está ligada ao prazer, diplomacia e fatores volúveis. Rege Touro (feminino) e Libra (masculino).

Arquétipos: Afrodite, Dançarinas, Hera, Frigga, Oxum.

Marte – Vontade

marte

É a nossa vontade, impulso, agressividade e sexualidade. Se Vênus representa O QUE amamos, Marte diz respeito a como fazemos para conseguir o que amamos.

Rege Áries (masculino) e Escorpião (feminino).

Arquétipos: Guerreiros, Ares, Thor, Ogum.

Júpiter – Facilidades e Expansão

jupiter

Temperança, modéstia, justiça, expansão e prosperidade. Se Marte representa uma expansão direcionada, Júpiter é a expansão para todos os lados, genérica e amplificadora.

Rege Peixes (feminino) e Sagitário (masculino).

Arquétipos: Reis, Zeus, Odin.

Saturno – Dificuldades e Restrição

saturno

Suas restrições e dificuldades, Saturno é responsável pelos fins e inícios de ciclos. Quando falamos de dificuldades, estamos falando sobre o trabalho inicial para superar a dor de uma nova fase.

Rege Capricórnio (masculino) e Aquário (feminino).

Arquétipos: Sábios, Chronos, Xangô.

 

Outros Planetas – Plutão, Uranos e Netuno

Quando adicionamos os planetas trans-saturninos, todo o sistema parece entrar em colapso, pois não temos mais uma correspondência simétrica nas relações de regência dos planetas. Seria como querer adicionar mais uma hora no dia!

Por estarem muito distantes da Terra, estes planetas possuem pouca influência energética em nós, além de terem uma translação ridiculamente alta para serem utilizadas em indivíduos, fazendo com que o planeta permaneça em um signo por anos.

Sua utilização é mais válida quando subimos da oitava individual para a humana, onde estes planetas influenciam a sociedade e as civilizações ao invés de pessoas em específico.

Mas claro, se você preferir utilizar Netuno, Urano e Plutão, vá em frente. A sincronicidade sempre será válida.